Fatores que podem atrapalhar o sono da criança

Noites bem dormidas são a base para a saúde e o sucesso de todos os membros da família. Mas a correria do dia a dia acaba interferindo na qualidade do nosso sono, principalmente dos pequenos. Confira alguns fatores que podem atrapalhar as crianças na hora de dormir:

Falta de rotina

Ter horários regulares para as atividades comuns do dia a dia – acordar, comer, brincar, dormir – são fundamentais para criar bons hábitos de sono. Também é importante as crianças irem para cama cedo, pois o hormônio do crescimento é liberado em maior quantidade no início da noite.

Luz Azul

A luz azul emitida por tablets, celulares e computadores inibe a produção de melatonina, o hormônio que avisa o organismo que está na hora de dormir. Por isso é fundamental evitá-la antes de dormir.  Que tal criar um ritual para encerrar o dia? Começando pelo banho, escovação dos dentes, história ou canção de ninar e fechando com um beijinho de boa noite.

Agenda cheia

Muitas atividades extracurriculares atrapalham a criança! O estresse gerado pelos inúmeros compromissos libera o hormônio cortisol, que nos mantém alertas. Por isso, mesmo cansados não dormimos. O ideal é que a criança tire uma “soneca da tarde” antes da atividade, e isso serve também para os passeios dos finais de semana.

Pouca soneca

Por falar em sono diurno, saiba que ele é fundamental para o seu filho aprender. O problema é que boa parte dos pequenos de hoje inicia sua vida escolar cada vez mais cedo, e o soninho tende a ser reduzido ou mesmo eliminado da rotina. Seja em casa ou na escola, vale a pena criar um ambiente propício para incentivar o hábito de dormir a tarde. Mas atenção, a soneca não pode ser superior a 45 minutos. O descanso também vai fazer diferença à noite, já que uma criança irritada demora mais pra pegar no sono.

Hábitos alimentares ruins

Bebidas com cafeína, por exemplo, assim como alguns tipos de refrigerantes, devem ser evitados no mínimo quatro horas antes de dormir. Alimentos muito gordurosos, de difícil digestão, ou açucarados, deixam os pequenos muito agitados.  Chá de ervas (a partir dos 6 meses com aval da pediatra), como camomila e erva-doce, podem ser aliados do bom sono.

Alergias e afins

Ainda que as respiratórias sejam as mais conhecidas, as cutâneas (urticária e dermatites) e as alimentares (intolerância à lactose e alergia à proteína do leite de vaca) também devem ser consideradas. Fique atento aos sintomas do seu filho.

Falta de atividade física

Nada como pular, correr e brincar para promover a saúde, não é mesmo? A atividade física facilita o sono noturno. Em primeiro lugar porque melhora o sistema cardiorrespiratório, além disso, ela também estimula o cérebro, o que favorece o descanso à noite. Se a atividade for ao ar livre, melhor ainda! A exposição à luz natural favorece a regulação do ciclo de sono e vigília.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *